Emmy tem gosto amargo para Netflix

Por duas razões, a premiação americana é motivo de preocupação para a gigante do streaming, que se prepara para uma grande guerra que começará em novembro.

Apesar de ter vencido 27 estatuetas, nenhuma foi nas categorias principais – melhor atriz ou ator, melhor série, melhor direção, melhor roteiro. Isso representa uma crítica comum ao modelo de negócios da plataforma, de que o investimento é por quantidade e não qualidade. No Brasil mesmo, as duas principais originais que houveram, “Sintonia”, e “Coisa Mais Linda”, não conquistaram um status de qualidade. De maneira geral, The Crown foi o produto que mais obteve sucesso de crítica e público em relação à tal quesito.

A segunda razão, é que Fleabag, o grande vencedor da noite (Melhor Comédia, Melhor Atriz, Melhor Roteiro), foi uma série que o Netflix tentou comprar da BBC e perdeu para o Prime Video. Por que? Porque o Amazon pagou mais. “The one that got away (Aquele que escapou)”, brincou Reed Hastings, CEO da Netflix, ao admitir na semana passada que eles tentaram comprar Fleabag. Sorte de  Phoebe Waller-Bridge que está rindo à toa, ou pelo menos dando aquelas olhadinhas para a câmera.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *